Corem5r – PR/SC

C R T

Certificação de Responsabilidade Técnica

A Certificação de Responsabilidade Técnica [CRT] é o documento que comprova que projetos ou serviços técnicos de Museologia possuem um responsável devidamente habilitado e com situação regular perante o Conselho para realizar tais atividades.

SOBRE O COFEM

O COFEM – Conselho Federal de Museologia é o órgão regulamentador e fiscalizador do exercício da profissão de museólogo, que foi criada pela Lei 7.287 de 18 de dezembro de 1984 e regulamentada pelo Decreto 91.775 de 15 de outubro de 1985.

Contato

Av. Mauro Ramos, 1344, fundos, CEP 88020-302 | Florianópolis/SC

Modalidades de CRT

No Sistema COFEM/COREMS há duas modalidades de Certificação de Responsabilidade Técnica:

I- para as atividades profissionais desenvolvidas de modo contínuo que tem validade até que cesse o vínculo empregatício

II- para atividades de prestação de serviços, ou trabalhos específicos, que tenham um período de inicio e fim.

No formulário de Requerimento de Certificação de Responsabilidade Técnica, o(a) profissional deve  indicar as atividades para certificação. Relacionamos abaixo, para apoio as atribuições da profissão de Museólogo(a)

 

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A CERTIDÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA - CRT
ANEXO I - REQUERIMENTO
ANEXO II - Modelo de Correspondencia de contrato-2024
20_07_25_(Anexo I) Formulario Solicitacao CRT
20_07_25_Anexo-II-Modelo-Corresp-Comprobatoria.pdf
20_07_25_(Anexo III) Formulario Solicitacao BAIXA CRT

Atividades relacionadas no Art. 3º da Lei 7.287/1.984:

  • ensinar a matéria Museologia, nos seus diversos conteúdos, em todos os graus e níveis, obedecidas as prescrições legais;
  • planejar, organizar, administrar, dirigir e supervisionar museus, exposições de caráter educativo e cultural, serviços educativos e atividades culturais dos Museus e de instituições afins;
  • executar todas as atividades concernentes ao funcionamento dos museus;
  • solicitar o tombamento de bens culturais e o seu registro em instrumento, específico;
  • coletar, conservar, preservar e divulgar o acervo museológico;
  • planejar e executar serviços de identificação, classificação e cadastramento de bens culturais;
  • promover estudos e pesquisas sobre acervos museológicos;
  • definir o espaço museológico adequado à apresentação e guarda das coleções;
  • informar os órgãos competentes sobre o deslocamento irregular de bens culturais, dentro do País ou para o exterior;
  • dirigir, chefiar e administrar os setores técnicos de museologia nas instituições governamentais da administração direta e indireta, bem como em órgãos particulares de idêntica finalidade;
  • prestar serviços de consultoria e assessoria na área de museologia;
  • realizar perícias destinadas a apurar o valor histórico, artístico ou científico de bens museológicos, bem como sua autenticidade;
  • orientar, supervisionar e executar programas de treinamento, aperfeiçoamento e especialização de pessoa das áreas de Museologia e Museografia, como atividades de extensão;
  • orientar a realização de seminários, colóquios, concursos, exposições de âmbito nacional ou internacional, e de outras atividades de caráter museológico, bem como nelas fazer-se representar.
  • orientar, coordenar, supervisionar e executar planos, programas e projetos museológicos.